domingo, 2 de janeiro de 2011

"QUERIDAS BRASILEIRAS E QUERIDOS BRASILEIROS"

Assim falou a nova Presidente da República após a cerimônia oficial no plenário da Câmara dos Deputados, tendo como presidente da sessão o Senador pelo Amapá e não pelo Maranhão, representante da tradicional política brasileira da qual deveríamos nos envergonhar. Não menos constrangedora foi a presença da donzela com trança de Rapunzel, atual mulher do septuagenário vice-presidente.
Como país com baixo índice de desenvolvimento educacional, ainda temos espaço para o surgimento de lideranças com características do século passado, que se encaixam no estereótipo "nos braços do povo", como o nosso ex-presidente finalizou seu mandato. Nada mais coerente com o seu grau de escolaridade. É com tristeza que reforço este detalhe; sem nenhum desmerecimento ao papel por ele desempenhado.
Teremos agora uma representante da burguesia, com terceiro grau completo, "que ousou desafiar um regime e não guarda nenhuma mágoa ou rancor" como fez questão de frisar, mas espero que nunca esqueça como um regime de excessão é perverso. Não valorizo o fato de ser a primeira mulher no período republicano, no império tivemos a Princesa. Avaliar capacidade levando em consideração o sexo é outro sinal de pequeno desenvolvimento social.
Chamar o nosso país de "emergente" também me incomoda muito, porque este termo traz uma conotação de deslumbramento que leva à futilidade e outros adjetivos não muito nobres. Somos um país em construção, ainda muito aquém das nossas riquezas naturais,  com muito por fazer para levarmos a população ao patamar de desenvolvimento que garanta uma igualdade social.
Para finalizar, gostaria que a Presidente tivesse sempre a imagem de sua mãe, uma professora, como fonte de inspiração.

Ps: não sou professor, nem tenho atuação na área.

9 comentários:

  1. Obrigada por visitar meu blog! Sua postagem me deu um alívio: Rapunzel! hahaha! Com mais de meio século ainda considero que adequação é sinal de boa senso, o qual independe de berço mas de feeling. Espero não ver de novo o style Roseana Collor. Quanto à educação o MEC precisa aproximar-se urgente de Miguel Nicolelis.

    ResponderExcluir
  2. Muito legal o blog, Eduardo. Um ótimo 2011.

    ResponderExcluir
  3. Caro Eduardo,

    Parabéns pelo blog... Vou visitá-lo com frequência.

    Abraços fraternos e um baita 2011

    Miguel do Limpinho

    ResponderExcluir
  4. Obrigado pela visita.
    Gostei do seu blog também.
    Já o estou seguindo.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  5. Olá Eduardo,
    Passei para agradecer a visita no meu blog. Também gostei do vi aqui e o estou seguindo.
    Abraços,
    Silvana Guerra

    ResponderExcluir
  6. Parabéns pelo blog, Eduardo! De conteúdo, e bem escrito! Obrigada pela visita lá no meu "cantinho" também.
    Abraço,

    ResponderExcluir
  7. Gostaria de ter mais informações para comentar seu post, mas de qualquer forma, parabéns. Muito bem escrito.

    Não gosto de comentar política, principalmente on-line, então fico com uma expressão que sempre usa meu pai: "cada povo tem o líder que merece".

    ResponderExcluir
  8. Valeu pelo comentário Edu!

    "...Nada mais coerente com o seu grau de escolaridade. É com tristeza que reforço este detalhe; sem nenhum desmerecimento ao papel por ele desempenhado..."

    Essa frase me chamou atenção a uma questão...

    Quando tivemos letrados no poder foi diferente a maneira de governar o país?

    Foi.

    Agora se foi melhor ou pior é outra estória.

    Um abraço, se cuida!
    R!

    ResponderExcluir
  9. Gostei do seu blog. Observações pertinentes, texto inteligente. Parabéns! Feliz 2011.

    ResponderExcluir

Obrigado pela visita. Deixe seu recado para que possamos interagir!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...